Estudos

O SABIÁ NA LITERATURA E NA MÚSICA

By 18/10/2019 No Comments

O Sabiá na Literatura e na Música

Texto – J.Peralta

O nosso sabiá é uma ave simpática e cordial. Vive perto dos humanos, sem se assustar. É uma ave bela, tem uma beleza discreta.

Principalmente o Sabiá laranjeira convive perto dos humanos. Diariamente está presente em nossos jardins e quintais, e também pelos nossos parques, praças e nos canteiros centrais das avenidas.

É uma ave simpática; se é que as aves podem ter simpatia! Eu ao menos, considero-as assim! Isto me basta!

O Sabiá é uma presença brilhante em nossa literatura e até na música popular.

Penso que, na literatura, onde ela mais brilha é no poema de Gonçalves Dias, um dos poemas mais populares de nossa literatura: Canção do Exílio.

 

 

 

 

Então recorde:

Canção do exílio

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar �sozinho, à noite�
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que disfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
De Primeiros cantos (1847)

Gonçalves Dias

Se quiser matar saudades,

Escute duas canções musicadas

SABIÁ LÁ NA GAIOLA

https://www.youtube.com/watch?v=BLHOYyYWU0w

MAJESTADE O SABIÁ

https://www.youtube.com/watch?v=57Y09h1s2uE

 

Leave a Reply