Estudos

SABIÁ LARANJEIRA

By 06/04/2020 No Comments

Sabiá-Laranjeira
O Rei da Voz

É uma ave comum, em metade do território do Brasil. Por sua beleza discreta e por seu canto suave e melodioso, é a ave símbolo de São Paulo e do Brasil.
O Sabiá, por sua voz possante e melodiosa, pode ser considerado o Rei da Voz.
O Sabiá ocorre amplamente na borda da mata, nas fazendas e nos quintais. Vive bem, perto das pessoas.
Veem-se frequentemente, saltitando pelo chão, ciscando, à procura de alimentos.
Ave marrom por cima, com barriga cor de laranja, vistosa. Está bem adaptado à cidade como ao campo e à mata.
A garganta branca, é rajada de marrom, com desenho idêntico em todas as espécies.
Tem um canto melodioso e bonito, que se ouve mais ao alvorecer do dia, no começo da manhã e no entardecer. O canto do sabiá é o primeiro que se ouve bem de madrugada. Nas cidades é o canto do despertar.
Cantam nos meses de Agosto a Novembro. Cantam em cima das árvores, como em desafio com outros sabiás, ou respondendo aos outros.
Em tempo de canto dos sabiás, onde há densa arborização, o canto do sabiá enche toda a cidade, de Norte a Sul, e de Leste a Oeste. É o tempo em que também canta o Bem-te-vi. Os dois enchem toda a cidade, com suas melodias típicas e sonoras. Formam uma imensa sinfonia da Primavera. Penso que, em São Paulo, vive e canta mais de um milhão de sabiás.

Na Europa, ouve-se a “sinfonia de pardais”; no Brasil ouvem-se, por toda a parte, outras sinfonias de aves, como o sabiá, o bem-te-vi, etc.
O sabiá tem o canto mais melodioso de todas as aves do Brasil. O canto do sabiá começa em Agosto, com o começo da preparação dos ninhos e termina em Novembro, no fim da Primavera, quando os filhotes já adquiriram autonomia. Ele tem melodias diferentes para épocas diferentes.
Os sabiás vivem isolados ou em casais. Não há bandos de sabiás. Inclusive, cada casal demarca o seu território.
Na Primavera, o canto do sabiá enche todo o Brasil, onde o sabiá-laranjeira vive, formando uma imensa sinfonia.
É tão marcante o canto do sabiá nas madrugadas, que muitos reclamam pela perda do sono (?!).
A fêmea cuida da incubação; o casal, macho e fêmea, cuidam da prole, da alimentação e da defesa contra invasores.
O macho fica vigilante, empoleirado em árvores próximas, a um 5 m. de distância do ninho, para cuidar da segurança contra invasores.

Notas: 1. Existem, no Brasil, ao menos nove (9) espécies de sabiás.
2. Se quiser, escute “Sua Majestade o Sabiá”, na voz de Jair Rodrigues e Chitãozinho & Chororó:

Leave a Reply